Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

tvi24  cmtv  cais  

Últimos assuntos
Galeria


Novembro 2018
DomSegTerQuaQuiSexSab
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
Não há nenhum usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e nenhuma Visita :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Urban Visions: Rio de Janeiro mais ecológico

Ir em baixo

Urban Visions: Rio de Janeiro mais ecológico

Mensagem por Admin em Ter Dez 02, 2014 12:34 pm


Esta semana em Urban Visions estamos no Rio de Janeiro, que tal como todas as grandes cidades está a enfrentar grandes desafios com o crescimento da urbanização…e a circulação por aqui não é fácil.

Alguns dos pontos chave das soluções de mobilidade no Rio de Janeiro:

  • O biocombustível etanol, que é feito a partir de cana de açucar, é usado nos veículos “flexi-fuel”
  • Teleféricos, como os dos resorts de ski, fazem transporte nas favelas
  • Para ajudar a reduzir a poluição, quase todos os taxis do Rio consomem gás natural
  • A rede de transportes públicos, incluíndo autocarros e linhas de metro, estão a ser expandidas
  • O sentido da circulação em muitas estradas varia consoante o congestionamento
  • A cidade tem 450 quilómetros de ciclovias e há projetos de alargamento
  • Grande parte das estradas perto das praias são fechadas com frequência para criar zonas pedonais


Uma das mais recentes soluções de transporte aqui é esta rede de 150 teleféricos.
Podem transportar 30 mil pessoas todos os dias ao longo de algumas das favelas construídas nas encostas da cidade. Um trajeto de uma hora, passa a demorar 15 minutos.”

Os moradores podem fazer a viagem gratuitamente e já existem planos para alargar esta rede de teleféricos.

O Brasil, a nível de transportes, também é muito conhecido por causa dos veículos que consomem etanol, um biocombustível feito a partir de cana de açucar.

Luiz Pinguelli Rosa, especialista em energia, da Universidade Federal do Rio de Janeiro explica que “o etanol tornou-se muito importante no Brasil depois da crise do petróleo nos anos 70. Nessa altura o país produzia muito pouco petróleo e os preços era muito altos”.

A gasolina é misturada com um quarto de etanol. Os ligeiros já quase não usam combustível puro: ou apenas com etanol ou com a mistura especial.
Mas o preço do etanol sofre muitas flutuações no mercado e o Rio, recentemente, foi obrigado a cortar nas taxas do combustível para ajudar o setor.

Maria Paula Martins, coordenador de Energias Sustentáveis do Estado do Rio de Janeiro lembra que “o Estado do Rio de Janeiro consome 5% do etanol produzido no Brasil, mas produz apenas meio por cento. Nós lançámos um programa de estímulo à produção, de forma a que, gradualmente, nos tornemos auto-suficientes”.
A queda do preço do petróleo também atingiu a procura de etanol. Além disso, o Brasil fez novas descobertas de reservas petrolíferas. Mas será que esta nova realidade pode afetar o mercado do biocombustível e das viaturas que consomem etanol?

Luiz Pinguelli Rosa, especialista em energia, da Universidade Federal do Rio de Janeiro acredita que “o Brasil deve manter o etanol por uma nova razão: as mudanças climáticas. O uso do etanol não compromete a atmosfera tanto como a gasolina.”

Vários especialistas acreditam que o biocombustível pode chegar a representar 27% de todo o consumo mundial no setor dos transportes em 2050.
Grande parte vindo do Brasil e dos Estados Unidos, mas também biocombustíveis feitos a partir do lixo.

Michael Fiedler-Panajotopoulos, especialista alemão da Waste-based Fuels Association, sublinha que “a Europa foi a primeira a desenvolver biocombustíveis a partir do lixo e a ter políticas de apoio. Recentemente recebi uma delegação brasileira na minha fábrica que ficou com vontade de copiar o sistema europeu.”

Com toda a imprevisibilidade do mercado da energia, países como o Brasil sabem a importância de manter várias opções em aberto.

01/12 11:19 CET
Copyright © 2014 euronews


_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16761
Pontos : 49160
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 31
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.forumotion.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum