Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

cais  tvi24  cmtv  

Últimos assuntos
Galeria


Rússia: o cinismo de uma sentença Empty
Setembro 2019
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930     

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Rússia: o cinismo de uma sentença

Ir em baixo

Rússia: o cinismo de uma sentença Empty Rússia: o cinismo de uma sentença

Mensagem por Admin em Qua Dez 31, 2014 2:16 pm

Rússia: o cinismo de uma sentença Milhazes-450-cut-190x190


A condenação de Alexei Navalny não é apenas injustificável. A forma e o momento em que foi divulgada e até a sua aparente benevolência só aconteceram por puro cálculo político.


Alexei Navalny, uma das principais figuras da oposição e do combate à corrupção na Rússia, não foi condenado a 10 anos de prisão efectiva como a acusação pedia, mas “apenas” a 3,5 anos de pena suspensa, mas o seu irmão terá de ir para a prisão por igual período de tempo.

À primeira vista, até parece tratar-se de uma forma de o Kremlin dar a entender que é “misericordioso” para com a oposição. Alguns deputados do Parlamento russo, completamente controlado pelo Presidente Putin, acharam a sentença “demasiadamente suave” e o Partido Comunista da Federação da Rússia, fiel servidor do Kremlin, aproveita o caso para denegrir Navalny ao insinuar que a pena leve se deve ao facto deste líder da oposição colaborar com o Kremlin.

Alexei e o seu irmão Oleg foram julgados e condenados por terem “roubado dinheiro” à empresa francesa Yves Roche, embora esta tenha feito saber que não teve qualquer prejuízo no negócio com os irmãos Navalni.

Os dirigentes da oposição dizem tratar-se de mais um acto de puro cinismo por parte de Vladimir Putin, considerando a sentença mais um passo do Kremlin para fazer calar os críticos e os todos os que denunciam casos de corrupção em que estão envolvidos altos funcionários.

A data da leitura da sentença estava marcada para 15 de janeiro e a oposição estava a organizar acções de protesto nas redes sociais. As autoridades russas ordenaram o encerramento de várias páginas na Internet e, esta semana, o juiz anunciou, de forma inesperada, que tinha elaborado a sentença mais rapidamente e antecipou a leitura para terça-feira. Desse modo o Kremlin retirou o tempo à oposição para preparar os protestos.

As autoridades judiciais russas anteciparam para o dia 30 de dezembro a sentença também porque no dia 31 começa um período de dias feriados que se estenderá até 12 de janeiro, dificultando também assim a mobilização dos opositores ao Presidente Putin.

Depois de ouvir a pena ditada pelo tribunal ao irmão, Alexey Navalny escreveu no seu blog: “De todos os tipos de pena, a de hoje é a mais pérfida”, considerando assim que o actual poder na Rússia assemelha-se à “justiça estalinista” ao fazer dos parentes reféns para o obrigar a mudar de posições.

A justiça russa não quis transformar Navalny em mais um herói da oposição, dando-lhe por isso uma pena muito aquém da esperada. É que este opositor não esconde a intenção de vir a participar nas presidenciais russas de 2018 e uma pena mais pesada poderia contribuir para lhe dar mais notoriedade.

José Milhazes
13.15 h
Rússia: o cinismo de uma sentença Logo

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 16761
Pontos : 49160
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 32
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum