Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

cmtv  cais  tvi24  

Últimos assuntos
Galeria


Janeiro 2019
DomSegTerQuaQuiSexSab
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Rússia: o cinismo de uma sentença

Ir em baixo

Rússia: o cinismo de uma sentença

Mensagem por Admin em Qua Dez 31, 2014 2:16 pm




A condenação de Alexei Navalny não é apenas injustificável. A forma e o momento em que foi divulgada e até a sua aparente benevolência só aconteceram por puro cálculo político.


Alexei Navalny, uma das principais figuras da oposição e do combate à corrupção na Rússia, não foi condenado a 10 anos de prisão efectiva como a acusação pedia, mas “apenas” a 3,5 anos de pena suspensa, mas o seu irmão terá de ir para a prisão por igual período de tempo.

À primeira vista, até parece tratar-se de uma forma de o Kremlin dar a entender que é “misericordioso” para com a oposição. Alguns deputados do Parlamento russo, completamente controlado pelo Presidente Putin, acharam a sentença “demasiadamente suave” e o Partido Comunista da Federação da Rússia, fiel servidor do Kremlin, aproveita o caso para denegrir Navalny ao insinuar que a pena leve se deve ao facto deste líder da oposição colaborar com o Kremlin.

Alexei e o seu irmão Oleg foram julgados e condenados por terem “roubado dinheiro” à empresa francesa Yves Roche, embora esta tenha feito saber que não teve qualquer prejuízo no negócio com os irmãos Navalni.

Os dirigentes da oposição dizem tratar-se de mais um acto de puro cinismo por parte de Vladimir Putin, considerando a sentença mais um passo do Kremlin para fazer calar os críticos e os todos os que denunciam casos de corrupção em que estão envolvidos altos funcionários.

A data da leitura da sentença estava marcada para 15 de janeiro e a oposição estava a organizar acções de protesto nas redes sociais. As autoridades russas ordenaram o encerramento de várias páginas na Internet e, esta semana, o juiz anunciou, de forma inesperada, que tinha elaborado a sentença mais rapidamente e antecipou a leitura para terça-feira. Desse modo o Kremlin retirou o tempo à oposição para preparar os protestos.

As autoridades judiciais russas anteciparam para o dia 30 de dezembro a sentença também porque no dia 31 começa um período de dias feriados que se estenderá até 12 de janeiro, dificultando também assim a mobilização dos opositores ao Presidente Putin.

Depois de ouvir a pena ditada pelo tribunal ao irmão, Alexey Navalny escreveu no seu blog: “De todos os tipos de pena, a de hoje é a mais pérfida”, considerando assim que o actual poder na Rússia assemelha-se à “justiça estalinista” ao fazer dos parentes reféns para o obrigar a mudar de posições.

A justiça russa não quis transformar Navalny em mais um herói da oposição, dando-lhe por isso uma pena muito aquém da esperada. É que este opositor não esconde a intenção de vir a participar nas presidenciais russas de 2018 e uma pena mais pesada poderia contribuir para lhe dar mais notoriedade.

José Milhazes
13.15 h

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16761
Pontos : 49160
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 32
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.forumotion.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum