Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

tvi24  cmtv  cais  

Últimos assuntos
Galeria


Dezembro 2018
DomSegTerQuaQuiSexSab
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Governo sem desculpas para não executar ligação ferroviária - Câmara de Viseu

Ir em baixo

Governo sem desculpas para não executar ligação ferroviária - Câmara de Viseu

Mensagem por Admin em Qui Mar 27, 2014 5:07 pm

Viseu, 27 mar (Lusa) -- O presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques (PSD), considerou hoje que o Governo deixou de ter desculpas para não executar a ligação ferroviária entre Aveiro e a Linha da Beira Alta e depois a requalificação desta linha.

Durante a reunião da Câmara de hoje, Almeida Henriques referiu que "o corredor ferroviário da A25 e a ligação de Viseu à Linha da Beira Alta continuam a ser um desígnio político do município" e dele próprio.

O autarca contou que, na quarta-feira, em representação dos municípios, participou numa reunião do Grupo de Trabalho Centro-Norte (GT CN), liderado por associações empresariais, que teve como objetivo fechar a proposta a apresentar ao Governo com as opções para as Infraestruturas de Elevado Valor Acrescentado (IEVA), onde é destacada a aposta nos corredores ferroviários internacionais Aveiro-Salamanca e Sines--Caia.

"A proposta defende uma solução inovadora e racional para o país", frisou Almeida Henriques, explicando que "em vez de duas linhas em cada corredor, é preconizada uma solução de uma linha única com sistemas de 'bypass' para o cruzamento do tráfego".

Segundo o antigo secretário de Estado da Economia, a proposta "é inovadora porque é integradora dos dois principais corredores (Aveiro -- Viseu -- Salamanca e Sines -- Caia) e é inovadora e racional porque acomoda a sua execução aos montantes financeiros disponíveis".

"Com esta solução, não existem mais desculpas para que os investimentos estruturantes e modernizadores da conetividade e da competitividade nacional não sejam uma realidade", frisou.

Almeida Henriques destacou a "postura proativa" de tentar provar ao Governo e aos grupos parlamentares que "há condições para que estes dois corredores sejam feitos dentro do orçamento disponível para o próximo quadro comunitário de apoio".

O vereador do PS João Paulo Rebelo referiu que este é um tema "que une todos os partidos do concelho".
"Esperemos efetivamente que se faça este investimento tão estruturante para a nossa região", acrescentou.

O GT CN é composto pela Associação Empresarial de Portugal (AEP), Associação Industrial do Minho (AIMinho) e Conselho Empresarial do Centro (CEC).

AMF // SSS
Lusa/fim

27-03-2014 15:50 | País
Fonte: Agência Lusa
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16761
Pontos : 49160
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 31
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.forumotion.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Câmara de Viseu diz que não há desculpas para não se executar ligação ferroviária

Mensagem por Admin em Qui Mar 27, 2014 6:09 pm

Presidente do município defende que se avance com uma linha única de comboio junto à A25.




O presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques (PSD), considerou esta quinta-feira que o Governo deixou de ter desculpas para não executar a ligação ferroviária entre Aveiro e a Linha da Beira Alta e depois a requalificação desta linha.

Durante a reunião da Câmara, Almeida Henriques referiu que "o corredor ferroviário da A25 e a ligação de Viseu à Linha da Beira Alta continuam a ser um desígnio político do município" e dele próprio.

O autarca contou que participou numa reunião do Grupo de Trabalho Centro-Norte (GT CN), liderado por associações empresariais, que teve como objectivo fechar a proposta a apresentar ao Governo com as opções para as Infra-estruturas de Elevado Valor Acrescentado (IEVA), onde é destacada a aposta nos corredores ferroviários internacionais Aveiro-Salamanca e Sines--Caia.

"A proposta defende uma solução inovadora e racional para o país", frisou Almeida Henriques, explicando que "em vez de duas linhas em cada corredor, é preconizada uma solução de uma linha única com sistemas de 'bypass' para o cruzamento do tráfego".

Segundo o antigo secretário de Estado da Economia, a proposta "é inovadora porque é integradora dos dois principais corredores (Aveiro - Viseu - Salamanca e Sines - Caia) e é inovadora e racional porque acomoda a sua execução aos montantes financeiros disponíveis".

"Com esta solução, não existem mais desculpas para que os investimentos estruturantes e modernizadores da conectividade e da competitividade nacional não sejam uma realidade", frisou.

Almeida Henriques destacou a "postura proactiva" de tentar provar ao Governo e aos grupos parlamentares que "há condições para que estes dois corredores sejam feitos dentro do orçamento disponível para o próximo quadro comunitário de apoio".

O vereador do PS João Paulo Rebelo referiu que este é um tema "que une todos os partidos do concelho". "Esperemos efectivamente que se faça este investimento tão estruturante para a nossa região", acrescentou.

O GT CN é composto pela Associação Empresarial de Portugal (AEP), Associação Industrial do Minho (AIMinho) e Conselho Empresarial do Centro (CEC).

LUSA 

27/03/2014 - 17:57
© 2014 PÚBLICO
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16761
Pontos : 49160
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 31
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.forumotion.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum